Sustentabilidade - sobrevivência no planeta

Professores

Use um leitor de QR code ou acesse https://app.vc/sustentabilidade-sobrevivencia-no-planeta pelo celular

Você quer ter o SEU app ?
Aqui na Fábrica de Aplicativos você não precisa saber programar, é rápido e fácil
Clique aqui e comece já!

O #APP foi criado pelo grupo com a finalidade de servir de subsídio na formação de professores no tema direitos humanos, onde optamos por abordar o princípio de sustentabilidade #socioambiental, visto a conscientização respeito do assunto exigir urgência e se dar de diferentes formas, pois quanto mais o sujeito refletir sobre a realidade, mais estará agindo conscientemente. Inserimos as seguintes abas: lista de Textos, Vídeos do #Youtube, Galeria de Áudios e Álbum de Fotos(imagens) e informações, buscando dentro do assunto, #diversificar as formas de exploração do tema tratado, observando que estas, #proporcionam simulação, virtualidade, acessibilidade, abundância de informações que são constantemente atualizadas.
Nesse sentido a cultura digital, #cibercultura, #eletrotecnologias, são expressões do nosso tempo, que afetam, atravessam e ensejam outras e novas maneiras de pensar, relacionar e (re)criar nossos cotidianos. Cultura Digital significa apreender fluxos em constantes movimentos, imaginação e outra #constituição de nós mesmos, já que estamos imersos em #transformações cotidianas profundas.
acreditamos que para ensinar com tecnologias, é preciso ser um aprendiz em contínua formação, sendo necessário participar de redes de discussão que busquem coletivamente estratégias de reconstrução da ação docente. assim, ao mesmo tempo em que o professor procura oferecer atividades digitais aos seus alunos, aprende com eles, pois, para mediar a #aprendizagem precisa conhecer as ferramentas que irá utilizar.
dentro deste contexto, através desta nova cultura, oportunizamos aos alunos expressões #comunicativas em tempo real, pois se obtém informações simultâneas sobre variados temas temas, utilizando os recursos tecnológicos diversos como celulares, computadores, internet, tablete, notebook entre outros, indo além da frequência física local. Um dos problemas que ainda perdura se refere ao pensamento de que basta trabalhar algumas competências ou habilidades técnicas para que essas ferramentas de comunicação e de busca, processamento e transmissão de informações, mas um novo espaço global para a ação social, para o aprendizado e ação educacional.
#aprende-se em diferentes lugares, em diferentes tempos e interagindo com diferentes pessoas. isso implica na formação do professor, a qual precisa partir da própria experiência #profissional, conservando aquilo que passe a incorporar a inovação. Quanto a escola, observamos que as tecnologias podem servir tanto para inovar como para reforçar comportamentos e modelos comunicativos de ensino.
Constatamos que a simples utilização de um ou outro aplicativo não pressupõe um trabalho pedagógico. É preciso refletir sobre as relações entre as tecnologias e os aplicativos advindos delas e a ação educativa escolar para assim, chegar a um processo de formação docente que #possibilite a criação de diferentes modos de comunicação digital.
Acreditamos que a escola, para acompanhar a velocidade com que ocorrem as #transformações, precisa voltar-se para as leituras das linguagens tecnológicas, aproveitando a #participação dos educandos na construção ou reconstrução d #imagem-mensagem. sem perder de vista o envolvimento emocional, a sensibilidade, a intuição e desejos dos mesmos, pois assim aproxima-se com amior eficácia das diferentes formas de comunicação, considerando o espaço onde está inserida e sua ralidade cultural.
A aproximação da escola nas questões de criação e comunicação pode ser dada através das comunidades virtuais, onde os alunos dão à escola um novo espaço, um lugar no ciberespaço que nem sempre é o lugar que ela desejaria estar, mas que contém as #significações que os alunos fazem dela e os sentidos que os mesmos constroem sobre a própria escola.
Abordar o princípio de sustentabilidade #socioambiental no contexto do APP é verificar os desafios que se colocam, ou seja, o enfrentamento das mudanças ambientais globais e o desafio educacional de contribuir com uma educação integral e integrada, que transforme a escola num espaço de #aprendizagens #significativas, #contextualizadas. Numa escola sustentável e integral, uma das premissas é justamente oferecer às novas gerações a oportunidade de vivenciarem o gosto pela ciência e tecnologia, a cultura e o trabalho, a diversidade e o respeito à diferença.
No contexto #comunicativo, a atividade estética não cria uma realidade totalmente nova, mas a sua própria realidade. Acreditamos que atividade estética está incluída no espaço escolar através da criação, de vídeos, representações do cotidiano do aluno, das mensagens por meio e imagens, da cultura corporal entre outras, aspectos que a cada dia nos surpreende como uma variedade instigante do social no contexto da cultura digital.
a escola, enquanto instituição que ensina e forma, tem a oportunidade de inserir a educação midiática abrindo espaços para uma formação adequada, buscando parcerias, colocando à disposição dos seus professores, materiais que #possibilitem a aproximação com diferentes modos de criar e de desenvolver uma comunicação através do uso de dispositivos disponíveis para alunos, professores e demais membros envolvidos com o ato de educar para uma sociedade cada vez mais tecnológica.
Nesse sentido, enfatizamos a formação do professor para que tenha possibilidades de desenvolver uma prática pedagógica voltada para a cultura digital, com capacidade de criar novas formas de ensinar por meio das tecnologias. Em se tratando de aprendizagem, o coordenador pedagógico a escola em papel importante na busca de espaços para, num trabalho coletivo e participativo, mediar essa formação, orientando os docentes, buscando subsídios para sua própria atuação.

Denunciar este App Suporte