Bebês de 0 a 3 anos

Professores

Use um leitor de QR code ou acesse https://app.vc/bebes_de_0_a_3_anos pelo celular

Este App têm como público alvo: Professores e Interessados no assunto.

O APLICATIVO BEBÊS DE 0 A 3 ANOS,Conforme a Lei 8069/1990, o qual considera a criança como sujeito de direitos, no artigo 100, parágrafo único: [...] da condição da criança e do adolescente como sujeito de direitos... (BRASIL, 1990). Então queremos dizer que estes bebês, têm direito de brincar, conhecer o mundo e aprender através de diversas possibilidades, Significando este aprender do modo como Paulo Freire (1996) citam, sendo a capacidade para criar, construir, reconstruir ou transformar um dado conhecimento ou uma dada realidade, de modo que, as crianças não têm o papel passivo de receber aquilo que os adultos lhes transmitem, mas são ativas na construção dessa aprendizagem, que se dá por meio das interações, na relação com os outros.

Então nosso FOCO principal e trazer atividades, propostas e brincadeiras com está faixa etária. E dentro disso será trabalhado todos os direitos de aprendizagem e desenvolvimento na educação Infantil destes bebês, que Conforme a BNCC, são eles:

-Conviver com outras crianças e adultos, em pequenos e grandes grupos, utilizando diferentes linguagens, ampliando o conhecimento de si e do outro, o respeito em relação à cultura e às diferenças entre as pessoas.

- Brincar de diversas formas, em diferentes espaços e tempos, com diferentes parceiros (crianças e adultos), de forma a ampliar e diversificar suas possibilidades de acesso a produções culturais. A participação e as transformações introduzidas pelas crianças nas brincadeiras devem ser valorizadas, tendo em vista o estímulo ao desenvolvimento de seus conhecimentos, sua imaginação, criatividade, experiências emocionais, corporais, sensoriais, expressivas, cognitivas, sociais e relacionais.

- Participar ativamente, com adultos e outras crianças, tanto do planejamento da gestão da escola e das atividades propostas pelo educador quanto da realização das atividades da vida cotidiana, tais como a escolha das brincadeiras, dos materiais e dos ambientes, desenvolvendo diferentes linguagens e elaborando conhecimentos, decidindo e se posicionando.

- Explorar movimentos, gestos, sons, formas, texturas, cores, palavras, emoções, transformações, relacionamentos, histórias, objetos, elementos da natureza, na escola e fora dela, ampliando seus saberes sobre a cultura, em suas diversas modalidades: as artes, a escrita, a ciência e a tecnologia.

- Expressar, como sujeito dialógico, criativo e sensível, suas necessidades, emoções, sentimentos, dúvidas, hipóteses, descobertas, opiniões, questionamentos, por meio de diferentes linguagens.

- Conhecer-se e construir sua identidade pessoal, social e cultural, constituindo uma imagem positiva de si e de seus grupos de pertencimento, nas diversas experiências de cuidados, interações, brincadeiras e linguagens vivenciadas na instituição escolar e em seu contexto familiar e comunitário.

Acreditamos que nosso aplicativo seja um apoio de Aprendizagem Móvel. Pois conforme o texto e nossos objetivos e conteúdos referente aos bebês depois de tais atividades propostas e que foram disponibilizadas no mesmo, deve enriquecer o processo de ensino aprendizagem dos bebês, assim desenvolver a autonomia dos bebês.

REFERENCIAS:
BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2016. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_publicacao.pdf.
________ Lei n. 8.069, de 13 de julho de 1990 a. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências.
FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários a prática educativa. 16 ed. São Paulo; Paz e Terra, 1996.
Aula 13:

O APLICATIVO BEBÊS DE 0 A 3 ANOS,Conforme a Lei 8069/1990, o qual considera a criança como sujeito de direitos, no artigo 100, parágrafo único: [...] da condição da criança e do adolescente como sujeito de direitos... (BRASIL, 1990). Então queremos dizer que estes bebês, têm direito de brincar, conhecer o mundo e aprender através de diversas possibilidades, Significando este aprender do modo como Paulo Freire (1996) citam, sendo a capacidade para criar, construir, reconstruir ou transformar um dado conhecimento ou uma dada realidade, de modo que, as crianças não têm o papel passivo de receber aquilo que os adultos lhes transmitem, mas são ativas na construção dessa aprendizagem, que se dá por meio das interações, na relação com os outros.





Referencias:

Brasil. Lei n. 8.069, de 13 de julho de 1990 a. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários a prática educativa. 16 ed. São Paulo; Paz e Terra, 1996.



AULA 14:

Pensando bem, queremos que nosso aplicativo trate, mostre dicas de atividades com bebês na Educação Infantil. Então nosso FOCO principal e trazer atividades, propostas e brincadeiras com está faixa etária. E dentro disso será trabalhado todos os direitos de aprendizagem e desenvolvimento na educação Infantil destes bebês, que Conforme a BNCC, são eles:

-Conviver com outras crianças e adultos, em pequenos e grandes grupos, utilizando diferentes linguagens, ampliando o conhecimento de si e do outro, o respeito em relação à cultura e às diferenças entre as pessoas.

- Brincar de diversas formas, em diferentes espaços e tempos, com diferentes parceiros (crianças e adultos), de forma a ampliar e diversificar suas possibilidades de acesso a produções culturais. A participação e as transformações introduzidas pelas crianças nas brincadeiras devem ser valorizadas, tendo em vista o estímulo ao desenvolvimento de seus conhecimentos, sua imaginação, criatividade, experiências emocionais, corporais, sensoriais, expressivas, cognitivas, sociais e relacionais.

- Participar ativamente, com adultos e outras crianças, tanto do planejamento da gestão da escola e das atividades propostas pelo educador quanto da realização das atividades da vida cotidiana, tais como a escolha das brincadeiras, dos materiais e dos ambientes, desenvolvendo diferentes linguagens e elaborando conhecimentos, decidindo e se posicionando.

- Explorar movimentos, gestos, sons, formas, texturas, cores, palavras, emoções, transformações, relacionamentos, histórias, objetos, elementos da natureza, na escola e fora dela, ampliando seus saberes sobre a cultura, em suas diversas modalidades: as artes, a escrita, a ciência e a tecnologia.

- Expressar, como sujeito dialógico, criativo e sensível, suas necessidades, emoções, sentimentos, dúvidas, hipóteses, descobertas, opiniões, questionamentos, por meio de diferentes linguagens.

- Conhecer-se e construir sua identidade pessoal, social e cultural, constituindo uma imagem positiva de si e de seus grupos de pertencimento, nas diversas experiências de cuidados, interações, brincadeiras e linguagens vivenciadas na instituição escolar e em seu contexto familiar e comunitário.

REFERENCIAS:

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2016. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_publicacao.pdf.



AULA 15:

Considerando a afirmação de que numa Educação Aberta o material do curso tende a auxiliar ao aluno que normalmente estuda sozinho usando uma linguagem que motive a aprendizagem também através de Ambientes de Aprendizagem (AVA) (p 78-79), registre como o apoio da Aprendizagem Móvel ou Mobile learning/ m-learning, através do teu APP, poderá facilitar, apoiar e enriquecer o processo de ensino e aprendizagem do conteúdo (p.82) que escolhestes.

Denunciar este App Suporte